Assinatura RSS

Arquivo da tag: friends

the boy who lived

Publicado em

O que você pensa quando escuta a música acima?

Se é o nervosismo diante de um novo livro, a vontade louca que o filme seja fiel, divertido, longo, curto, bem escrito e que tenha sua cena favorita, tudo ao mesmo tempo, então você é um de nós.

Um daqueles que ganhou amigos, ganhou histórias, que surtava quando via um raio no meio de um poster azul e uma data, que dava gritinhos quando o teaser ou trailer passava no cinema, que comprava o livro na sua cabeça no momento que sabia que seria lançado, que ficava em filas esperando a meia-noite do dia do lançamento, que espera sua carta de Hogwarts até agora, que lembra de uma estação de trem toda vez que escuta 9 3/4, que compra gravatas listradas pra usar uma vez no ano… ou seja, aquele que cresceu e viveu junto com Harry.

Toda vez que vejo esse trailer, que vaza uma foto do set ou que alguém diz alguma coisa sobre esse último filme, eu tenho vontade de rever os filmes, reler os livros e tenho certeza que em algum momento antes do último filme eu vou fazer isso… afinal, é o evento cinematográfico de uma geração, a nossa geração.

Se você nunca leu, nunca viu ou simplesmente não faz parte dessa turma de crianças felizes que somos, ainda dá tempo de ver, sentir e se emocionar com a alegria que é escutar aquelas três notinhas no começo de um filme numa sala de cinema escura.

Se você é, bem, aguente firme, limpe o uniforme, lustre seu livro de magia e lembre-se que: it feels just like magic…

nostalgia

Publicado em

Sabe… depois de parar pra pensar, eu posso dizer que tudo mudou ao mesmo tempo que tudo está a mesma coisa.

Minha melhor amiga, Julie, está defendendo sua monografia, o que podemos dizer: é o equivalente a época que nos conhecemos realmente, o vestibular. Continuamos nos falando por msn mais que pessoalmente, mesmo morando pertinho.

Continuo falando com o Rafa no msn, como sempre foi, falando de coisas sem sentido mas na maior parte do tempo: sobre nós, nossas músicas, histórias e saudades. Sendo que hoje sinto mais falta dele do que antes…

E ainda podemos contar sobre o namorado, que sempre foi aquele que rondava pela calçada me procurando em nossas ruas, sempre olhava de longe e as vezes de bem perto, sempre estava no fundo da minha cabeça e hoje é o assunto central.

Julie, Paula, Rafael

Tudo tão diferente, e tudo tão igual.